Attentats-paris-17

Bem, não poderei dizer que foi aqui há uns tempos que me solicitaram para escrever algo respeitante ao atentado que sucedeu em Paris, tendo em conta que este ainda é bastante recente e que para sempre permanecerá atual.

Este ano, escrever algo sobre qualquer coisa que se passou em França já não é novidade.

Infelizmente.

O mesmo o havíamos feito, aquando o ataque ao jornal do Charlie Hebdo.

Não irei proceder a quaisquer análises ao que se sucedeu na sexta-feira, nem a reportar, ainda que muito resumidamente, o que aconteceu.

Para isso servem os jornais e os críticos dos jornais e os críticos dos críticos dos jornais.

Pedirei então que o leitor proceda a uma reflexão, enquanto cidadão, sobre o que aconteceu.

Temos plena consciência de que este foi um trágico acontecimento que não poderia ter sido previsto de qualquer das maneiras.

Mas enquanto pessoas conscientes e responsáveis podemos apelar com uma só voz à mudança.

Mudança no sentido dos povos serem mais cuidadosos. Protegerem os seus cidadãos das ameaças exteriores.

É certo que na crescente globalização que estamos a viver, somos “sufocados” com a ideia de aceitação e de passividade.

Mas essa atitude não nos levará muito longe, não passando de um estado degradante da realidade em que todos querem ser aceites mas ninguém é incluído. No círculo de amigos, convívios sociais, cultura e todo o sentimento de pertença que faz a nação.

Desta forma estaremos preparados para viver numa comunidade aberta e recetiva, tentando evitar o que aconteceu num futuro próximo.

O sangue derramado nas ruas e cafés da capital francesa, não foi em vão.

Será para sempre o acontecimento motivado pelo passado, e presente no futuro ao qual eu dedico de corpo e alma estas últimas linhas.

Post anterior

Feira de São Martinho

Próximo post

Centro Ciência Viva de Lagos promove 8 oficinas e 5 palestras na Semana da Ciência e da Tecnologia

Francisca Marques

Francisca Marques

Diretora & Editora-chefe da secção Crónica

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *