No dia 19 de janeiro, no Estádio Municipal de Portimão, o Portimonense defrontou e derrotou o Sporting por duas bolas a zero. A equipa da casa não se mostrou intimidada e enfrentou o primeiro classificado da I Liga com toda a alma, coração e raça algarvia.

Com a vitória os algarvios garantem o primeiro lugar do Grupo C, com seis pontos. Esta é uma posição confortável que faz com que passagem às meias finais da Taça da Liga esteja cada vez mais perto.

O jogo ficou marcado pela insistência leonina, que não foi recompensada na finalização, e pela persistência do Portimonense, que ao reconhecer a superioridade do adversário, procurou jogar mais em contra-ataque. Esta decisão táctica levou a que Ewerton, aos 35 minutos, inaugurasse o marcador, colocando os algarvios na frente. O Sporting continuou a sua luta à procura do golo, mas a bola não quis entrar. Acabada a primeira parte, os leões foram para o balneário a perder 1-0.

A equipa leonina entrou forte na segunda parte e com vontade de mudar o rumo do jogo. Durante os 45 minutos que se seguiram, a equipa da casa sofreu múltiplos ataques sufocantes, mas não vacilou e manteve uma defesa sólida e consistente.

Aos 78 minutos os corações aceleram de ansiedade para os algarvios e os olhos brilham aos leões. É marcada uma grande penalidade a favor do Sporting. O penálti foi convertido por William de Carvalho, que não conseguiu bater o guarda-redes, Carlos Henrique, que para além de ter defendido o remate de William, ainda defendeu a recarga.

Após a marcação do penálti, o Portimonense teve mais espaço para respirar e consegue atacar com perigo a baliza sportinguista. Num desses ataques, a guarda-redes do Sporting faz falta, sobre Fabrício, dentro da grande área. É de novo marcada uma grande penalidade, desta vez a favor da equipa algarvia. Ewerton foi chamada a converter e não perdoou. Estava feito o 2-0, resultado com que veio a terminar a partida.

Neste jogo de futebol, os algarvios provaram que tudo é possível. Não importa o quão grande é a adversidade, o trabalho árduo, o esforço e a dedicação sempre serão os fatores decisivos!

Post anterior

Adele, Justin Bieber e Star-Wars como nunca os viste antes!

Próximo post

Übermensch: Além-Homem

Carolina Correia

Carolina Correia

Editora-chefe da secção Desporto (2014/2015-2015/2016)

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *