Durante o outono até a primavera somos alvo de uma possível gripe que nos pode fazer companhia durante alguns dias. A febre, tosse, espirros e os desconfortáveis calafrios, não nos abandonam, até que esta se cura e quando isso acontece torna-se num dos maiores alívios, até regressar novamente a invadir o nosso corpo, e pensamos porquê, porque é que não existe uma cura definitiva para este tipo de gripe?

A resposta a esta pergunta é menos complexa ao contrario do que muitos possam pensar. A gripe comum é provocada por vários e diferentes tipos de vírus, mais concretamente são rinovírus da família dos picornavírus, o que os torna altamente resistentes, estes encontram-se em constante adaptação e desenvolvimento.

Assim, o facto de estes vírus serem indestrutíveis, torna-se numa batalha biologia com pequeníssimas probabilidades de ser vencida, a chance de ser possível criar um cura ou vacina para o fim desta gripe é praticamente nula.

Deste modo é muito mais fácil e possível para cada um de nós, prevenir o ataque desta inimiga, com os precisos cuidados, como ter bons hábitos higiénicos, usar água morna e sabão e evitar o contacto com pessoas que já estejam contaminadas, são simples os processos que nos podem prevenir de uma semana de cama.

Post anterior

Já existe uma casa flutuante que gera a sua própria energia e é portuguesa!

Próximo post

7 Pecados do Ensino: Orgulho

Luísa Fidalgo

Luísa Fidalgo

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *