Disce

Conversas de Tascas de Olimpo

Diz-me tu, que fazes aqui?
Faço tanto quanto me compete.
E quais são as tuas competências?
Mostrar o que na vida adquiri.
Nesse abstrato de vida viste algo?
Vi! Vi que no abstrato tudo é falso e que a realidade elimina tais pensamentos.
Falas de Deus tu rapaz?
Falo da sua ausência, de paz rapaz.
E paz é?
Ausência de conflito.
E o necessário?
Conflito da mente apenas.
Deus é conflito?
Queria eu, assim conflito, tal como deus, não existiria.
Ou seja és dos tais ateus inteletuais?
A única inteletualidade do mundo é a falta de inteleto.
Achas-te uma ponte?
Ligação entre opostos.
Conflito da mente?
Abrangência de pontos de vista, compreensão e empatia.
E arrogância?
Uma pitada apenas.
Será a tua queda.
Só irei cair uma vez: na pedra fria do meu túmulo.
E para quando é isso?
Longe!
Muito?
Tanto quanta a distância entre Deus e o Homem.
Imortal ou seja?
Por enquanto.
Deus… Conflito… E a sociedade?
Merdosa!
Mas é uma bela merda.
Belíssima, tem um caos organizado.
E há beleza nisso?
Para uma mosca quanto maior a merda melhor. Seremos melhores que uma mosca?
Mas merecemos mais.
Não se for mais da mesma merda.

Post anterior

Lixo para uns, tesouro para outros.

Próximo post

A Start Work II foi um sucesso!

João Palma

João Palma

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *