Disce

Congratulação

Parabéns a todas as ideias
defendidas com emoção,
a maior qualidade que corre nas veias,
a de ter um forte coração
e coragem não ficar a meias.

Parabéns à réstia de sensualidade
que ainda, rara, vive
no meio desta perdida humanidade
que se apresenta num eterno declive,
essa beleza é o que lhe dá atividade.

Parabéns à simplicidade tola,
o fruto da felicidade croma
que nada mais pede senão usar a sola
e complexidade triste destrona,
assim como qualquer indicio de maldade assola.

Parabéns a todas as coisas
que não eram e a passaram a ser,
todas as coisas confusas
que confusão deixaram de ter,
deixaram de ser ideias difusas.

Parabéns!

Post anterior

Estudo liderado por investigadores portugueses revê teoria corrente sobre locomoção dos vertebrados

Próximo post

Tradições Itália-Portugal, Diferenças (Pt. 2)

João Palma

João Palma

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *