O projeto “Dá-Me Uma Tampa” decorreu na nossa escola, ESMTG, durante 6 meses, de novembro a abril. O LOL publicou também um artigo, onde está mais detalhadamente explicado o porquê do projeto, de quem foi a iniciativa, entre outras informações, quando o projeto começou (o link do mesmo surgirá no fim do artigo).

Esta iniciativa consistiu na recolha de tampas plásticas que, habitualmente, eram deitadas para o lixo orgânico, num garrafão (cada turma teria o seu) que no fim seria entregue à D. Adélia no PBX. Cada turma podia entregar todos os garrafões que ia enchendo, ou seja, não havia limite de garrafões por turma.

Os destinatários do projeto foram alunos, funcionários da escola, pais, encarregados de educação e professores.

Foram estabelecidas parcerias e protocolos com algumas entidades como a Câmara Municipal de Portimão, Resialentejo – Tratamento e Valorização de Resíduos, E.I.M e Espiral de Vontades – Associação de Apoio A Desfavorecidos e Gonçalo Matos – Tampa Amiga.

Com este projeto, conseguiu-se ajudar duas pessoas: Marco Rodrigues, de 35 anos que sofre de paralisia cerebral e Yalícia Veiga, de 7 anos que sofre do síndrome polimalformativo de etiologia.

Os resultados estatísticos revelam a participação de 24 turmas mais professores e funcionários. Foram recolhidas 3000 tampas, 1326 garrafões, equivalentes a 1 tonelada de plástico.

Como prémio pela sua excelente participação, as duas turmas que entregaram mais garrafões: em primeiro lugar, a turma 11ºE da direção da turma da professora Maria Casinha Nova, com um total de 360 garrafões entregues e em segundo lugar, a turma 10ºA da direção de turma da professora Isabel Varela, com 358 garrafões entregues, foram no dia 2 de maio a Beja. Estes 40 alunos mais 4 professores visitaram, durante a manhã, a empresa Resialentejo – Tratamento e Valorização de Resíduos e, durante a tarde, o Instituto Politécnico de Beja, onde se puderam informar sobre a oferta educativa existente, nomeadamente, os Cursos Técnicos Superiores Profissionais.

Este projeto visou desenvolver competências que se relacionam com a educação para a cidadania, promover o envolvimento de todos os membros da comunidade escolar no apoio a causas humanitárias, mas também da consciência ambiental através de hábitos de reciclagem.

Link do artigo anterior: http://lolesmtg.pt/2016/11/projeto-escolar-da-me-uma-tampa/.

Post anterior

Salvador Sobral vence o Festival da Eurovisão 2017

Próximo post

Café: amigo ou inimigo?

Madalena Tavares

Madalena Tavares

Editora-chefe da secção Escola

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *