Apanhados Na Rede

JD.com investe 356 ME na Farfetch e fecha parceria para marcas de luxo na China

A JD.com, a principal empresa de comércio eletrónico da China, investiu 397 milhões de dólares (356 milhões de euros) na Farfetch, tendo também estabelecido uma parceria para criar a maior plataforma para marcas de moda de luxo no país.

O fundador e presidente executivo da JD.com, Richard Liu, vai integrar a administração da Farfetch, plataforma de comércio eletrónico de marcas de moda de luxo, segundo um comunicado hoje divulgado pela tecnológica luso-britânica.

A JD.com e a Farfetch querem ainda desenvolver a parceria estratégica ao nível do ‘marketing’, logística e das soluções tecnológicas para crescerem ao nível do negócio num mercado, a China, avaliado em 80 mil milhões de dólares (72 mil milhões de euros).

A entrada da JD no capital da Farfetch permitirá à tecnológica luso-britânica reforçar a sua presença no mercado chinês, uma das suas apostas estratégicas.

“A China é o segundo maior mercado de luxo e estamos encantados em ter connosco um parceiro tão respeitado”, afirmou José Neves, líder da Farfetch, no comunicado, lembrando ainda que a empresa “conta já com a confiança e parceria de 200 marcas de luxo e mais de 500 retalhistas multimarca”.

Além disso, as duas empresas vão procurar alavancar a BlackDragon, uma plataforma tecnológica de ‘marketing’ digital para diferentes áreas de retalho, comércio eletrónico, tecnologia, finanças, viagens, educação e automóvel.

Nesse sentido, a BlackDragon vai também permitir à Farfetch “ativar os vastos recursos” da JD.com no que diz respeito ao ‘big data’ [dados], além de ajudar a criar “mecanismos automáticos” que possibilitem ampliar “o reconhecimento e o posicionamento” da marca Farfetch na China, refere-se no comunicado.

Falando sobre a aproximação à Farfetch, Richard Liu, afirmou que a JD.com “não poderia ter encontrado um parceiro na Internet mais forte”, adiantando que se enquadra no objetivo da empresa por si liderada de impulsionar o negócio na área do luxo.

“Queremos aprofundar as relações com a Farfetch e com marcas de luxo nos próximos meses e anos”, salientou o gestor.

Fundada em 2008, a Farfetch, plataforma ‘online’ de compras de produtos de luxo, está traduzida para nove idiomas e tem parcerias com as melhores boutiques e marcas do mundo, de Tóquio a Toronto, Milão a Miami, oferecendo serviços em mais de 190 países e é uma das poucas ‘startups’ do mundo a serem consideradas unicórnio, ou seja, empresas que estão avaliadas em mais de mil milhões de dólares (cerca de 902 milhões de euros).

Post anterior

POC

Próximo post

Ferramenta desenvolvida no Porto torna o diagnóstico do cancro da mama mais rápido

LUSA

LUSA

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *