Disce

Cena de crime

Parte I

Na vida temos de aproveitar cada segundo até ao fim, infelizmente pode acabar num piscar de olhos, num estalar de dedos e algumas pessoas podem não ter tanta sorte. Chealsea foi encontrada no meio daquelas quatro paredes, suspeita-se de homicídio, ouvem-se boatos pelas redondezas da vizinhança de que ela própria tirou a vida ou alguém o fez, agora resta esperar e perceber o que realmente aconteceu. Na cidade era um caus total, todos ficaram aterrorizados quando se soube do tal acidente, não havia ninguém que não soubesse o que tinha acontecido, a notícia espalhou-se tão rápido como mandar uma mensagem. Todos na cidade comentavam mas ninguém sabia qual foi o sentimento quando Amy (mãe de Chealsea) sentiu ao entrar por aquela porta e encontrar a sua própria filha no estado em que se encontrava, ficou paralisada, parecia que parte da sua alma tinha também morrido, tinha sido “roubada”, não queria acreditar que aquilo estava a acontecer diante os seus próprios olhos, chorou e gritou desesperadamente com esperança de que chegasse alguém em socorro, até que finalmente veio alguém em ajuda, o vizinho, que acabou por chamar uma ambulância. A ajuda veio passado uns 5 minutos, Chealsea foi levada numa maca, em direção a um lugar silencioso, obscuro, um lugar chamado”morgue”onde os corpos são mantidos para serem identificados, a polícia a partir daí ficou encarregue de fazer justiça.

Post anterior

Web Summit: o mundo da tecnologia reunido em Lisboa

Próximo post

Nova camisola da La Roja gera polémica

Patrícia Teixeira

Patrícia Teixeira

Edita da secção Disce

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *