Curiosidades

É impossível ensinar informática sem computador?

Um professor de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), numa escola de Kumasi, no Gana, publicou fotografias da sua aula nas redes sociais, para demonstrar a sua forma alternativa e até original de ensino.

O professor Richard Appiah Akoto, de 33 anos, foi o responsável por mostrar que ensinar informática sem computadores é possível! Na escola onde ensina, não há computadores, situação muito vulgar na maioria das escolas do país ganês. Apesar de ser necessária a sua utilização para passar no exame de informática para progredir na escola secundária.

Como alternativa, para que seus alunos não saíssem prejudicados, o professor Richard aproveitou os seus estudos em artes visuais e decidiu começar um novo método de ensino da disciplina. Ao desenhar com giz de várias cores uma página de Microsoft Word no quadro de ardósia, permitindo um primeiro contacto do sistema operativo aos alunos.

Via Facebook

Nas redes sociais, Richard Appiah Akoto utiliza o nome de Owura Kwadwo. Na tentativa de chamar a atenção das pessoas, na falta de recursos tecnológicos nas escolas do Gana, o professor decidiu partilhar a sua aula com o mundo através de fotografias e provar que com pouco se pode fazer muito!

A atitude do professor recebeu vários elogios nas redes sociais. Pois de acordo com alguns comentários de seguidores, a escola não tem computadores desde 2011, ou seja há mais de 6 anos.

Via Facebook

A publicação de Owura Kwadwo, na rede social, Facebook, originou uma onda de solidariedade que levou várias pessoas a fazer doações à escola de Kumasi, principalmente a própria Microsoft. Assim como o Governo do Gana está a tentar que as novas tecnologias chequem ao máximo número de escolas, para que os jovens estudantes tenham uma aprendizagem mais rica e moderna!

Post anterior

25ª Feira dos Enchidos de Monchique

Próximo post

Guerra Contemporânea

Catarina Lopes

Catarina Lopes

Editora da secção Curiosidades

Nenhum comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *