21 Mar 2018

A Rapariga dos Olhos Negros IV

Devia ter trazido um casaco mais quente, não estava à espera de que estivesse tanto vento cá em cima, mas devia ter calculado, afinal estou num 13º andar. Retiro uma caneta do bolso para escrever no meu bloco de notas “Dia quatro de vigilância ao sujeito Otik Bedrich, terceira hora,

Filipa Antunes 0
24 Jan 2018

A Rapariga dos Olhos Negros III

Os fortes raios solares entram pela janela, forçando-me a abrir os olhos, volto-me para o lado até ficar de costas para a janela, ainda não estou pronta para me levantar. Abro os olhos, algo desperta a minha atenção, um telefone a tocar, estico o braço até alcançar o pequeno telemóvel

Filipa Antunes 0
27 Dez 2017

A Rapariga dos Olhos Negros II

Algumas das minhas primeiras memórias são dos meus treinos, a frase “ninguém nasce ensinado” adequa-se perfeitamente ao meu caso, foi o meu tio Kral que me ensinou tudo aquilo que sei, como me mover no silêncio, como passar despercebida, como interpretar os gestos das pessoas que me rodeiam e até

Filipa Antunes 0
29 Nov 2017

A Rapariga dos Olhos Negros

Eu nunca fui, nem nunca serei a vossa típica adolescente, os vossos problemas e os vossos medos não são os meus e o meu trabalho e aquilo que faço é algo que faria pessoas tremerem, mas eu nem sempre fui assim, eu tal como vocês nasci inocente, mas a vida

Filipa Antunes 0