06 Jun 2017

Extinção

Da saudosa vontade inútil de um dia ver o erudito subir a revoltoso, imaterial, inconcebível, imortal e inocente, culpado de todos os crimes pelos quais a humanidade morreu, pelos quais tiveram de sofrer o terrível fado da extinção. Desaparecidos são mais do que foram na sua efémera, incrivelmente desnecessária, existência.

João Palma 0
23 Mai 2017

Congratulação

Parabéns a todas as ideias defendidas com emoção, a maior qualidade que corre nas veias, a de ter um forte coração e coragem não ficar a meias. Parabéns à réstia de sensualidade que ainda, rara, vive no meio desta perdida humanidade que se apresenta num eterno declive, essa beleza é

João Palma 0
09 Mai 2017

Atenção Pseudosocial

Uma luz, uma foto, outra luz ainda mais fútil e assim se esquece do voto com um ecrã inútil. Podem as grandes obras ruir ao nosso redor que, como víboras, sufocamos o roedor, ou o roedor a nós que transpiramos matéria fecal em uníssono como humanos numa rede pseudosocial. A

João Palma 0
25 Abr 2017

Lusa Mentira

Havia uma melodia insensata que cantava uma população triste e para sempre ingrata. Cantava-a com emoção das serras profundas onde só falta malária, aí surgiu uma longa história “bilendária”. Do nevoeiro surgirá o símbolo da esperança, essa que morreu já há demasiado para vir a bonança, e mesmo no seu

João Palma 0
11 Abr 2017

O Zénite

Quanto dão para erguer a cruz De alguém superior À própria imagem humana? Aleluia! Mas não haverá morte, Nem nomes a desaparecer Pela insaciante fome de poder Aleluia! Tragam a mim as armas Necessárias para devolver Aos que vós, Senhor, amas. Aleluia! Senhor? Sim, Deus! Deus é uma ideia Falsa,

João Palma 0
28 Mar 2017

Pequeno Ser

Costumava haver numa terra distante um pequeno ser com uma história emocionante, mas pelo caminho perdeu-se, tal como se perde tudo o que bom ou mau fosse, tudo o que se ergue. Permanecia feliz na sombra, sem se preocupar com estar perdido na penumbra, com ser uma gota no mar.

João Palma 0
14 Mar 2017

Conversas de Tascas de Olimpo

Diz-me tu, que fazes aqui? Faço tanto quanto me compete. E quais são as tuas competências? Mostrar o que na vida adquiri. Nesse abstrato de vida viste algo? Vi! Vi que no abstrato tudo é falso e que a realidade elimina tais pensamentos. Falas de Deus tu rapaz? Falo da

João Palma 0
28 Fev 2017

Distinção

Que seja na vontade De distinguir A mentira da verdade Que as artimanhas Das altas montanhas Soltem perante a vila Uma enorme avalanche. O rio que congele, Que termine a corrente E que os olhos impessoais Aceitem conhecer o seu criador. Que se volte a erguer Como Lazáro, o soldado

João Palma 0
14 Fev 2017

Cultura Isolada

O que será que aconteceu aos ideais iluministas? Quando não éramos turistas num mundo que a cultura esqueceu, quando cabia aos novos levar a cabo a mudança, manter em cima a esperança. Mas agora mentes são ovos vazios, são frágeis e lá dentro, o vento, nada mais e nem tento

João Palma 0
31 Jan 2017

Etiquetas Mentais

Li muito no meu tempo curto, foi mais que suficiente para entender este furto útil para coleccionar na minha mente as ideias do que poderia alterar, mudar de forma a compreender, Imaginei não ser uma gota num mar… nem que fosse esta arte derreter, nunca pensei que fosse possível sentar

João Palma 0